10 Dicas para uma boa adubação

Categorias: Pedra, Terra e Adubo

Infelizmente, para se ter em casa plantas saudáveis, na maioria das vezes, você vai precisar investir em adubos. Isso porque, para sua planta crescer saudável e forte, ela precisa encontrar no solo vitaminas e minerais e este nem sempre possui todos esses nutrientes. Se o solo não proporciona a planta tudo o que ela precisa para se desenvolver, crescer e ter vitalidade, é bom que você proporcione isso tudo através de um bom adubo.

A terra se esgota por motivos variados: pode ser pelo desgaste natural, o excesso de chuva, rega ou erosão. O uso frequente de um bom adubo minimiza esses impactos.

O adubo pode ser aplicado diretamente no solo, o que gera uma absorção mais lenta, ser misturado à água da rega ou pulverizado sobre as folhas, ocasionando uma rápida absorção. O tipo de fertilização depende do caso e da espécie.

Para que você tenha plantas lindas e saudáveis, preste atenção nas dicas a seguir:

  1. Durante o crescimento, a planta precisa de uma quantidade equilibrada de nitrogênio, fósforo e potássio. Já na floração e frutificação, reduza o nitrogênio e o aumente o fósforo e potássio.
  2. Não adube plantas em dormência, pois elas aproveitam pouco os nutrientes.
  3. De nada adianta colocar litros de adubo em um solo ácido, pois a absorção será pequena. Se a plantação for grande, solicite análise do solo.
  4. Na praia e em outros solos arenosos, fertilize com mais frequência, pois neste tipo de solo os nutrientes se perdem com mais rapidez.
  5. Após a adubação, regue sua planta com mais frequência. Elas tendem a acumular os sais dos fertilizante e podem se desidratar com mais facilidade.
  6. Evite adubar hortaliças que já estiverem próximas do consumo. Os altos níveis de nitrogênio acumulados podem ser prejudiciais à saúde de quem consumir folhas e frutos.
  7. É comum as plantas murcharem e morrerem devido à aplicação excessiva de adubos. Por isso aplique o indicado na embalagem, nunca dose maior que o indicado.
  8. Os dias nublados são os melhores para fertilizar as plantas.
  9. Jamais utilize estercos frescos ou mal curtidos, assim como restos de alimentos, cascas, diretamente sobre o solo. A fermentação destes materiais produz substâncias que são muito prejudiciais às plantas, podendo queimar a apodrecer raízes e colo.
  10. A fertilização em excesso ou aplicada em dias impróprios causa tanto o mal a saúde da planta como é prejudicial à camada de ozônio. Em grande quantidade, pode até comprometer os lençóis subterrâneos e contaminar a água.
Postado em 31 de outubro de 2016 | Faça um comentário »

Deixe seu comentário!