Conheça alguns bichinhos e insetos amigos das hortas

Categorias: Dicas

Se você é desses que sai matando qualquer inseto que se aproxime de suas horta, “Pode parar!”, saiba que você pode prejudicar o ecossistema e fazer mal a suas plantinhas. Muios insetos são considerados amigos do hortelão!

Eles podem até ter aparência assustadora e nos causar um medo congelante, mas a verdade é que muitos insetos que julgamos “pavorosos” não inofensivos e mais do que isso, só fazem bem a fauna e flora pois colaboram para o equilíbrio natural das espécies de animais e vegetais.

Se você tem em casa um quintal com flores ou uma horta, saiba que receberá constantes visitas de bichinhos; alguns deles quererão devorar sua plantação, outros, sem você pedir, farão a defesa dela, se alimentando desses insetos e pragas devoradores de plantas.

As eficientes abelhas

abelha inseto amigos da horta

Nosso primeiro personagem, é amedrontador, mas também incrível em sua missão de vida. As abelhas são responsáveis pelo processo de polinização de algumas espécies, sem elas, pode haver a extinção de diversas flores. Uma abelha visita dez flores por minuto em busca de pólen e do néctar. Ela faz, em média, quarenta voos diários, tocando em 40 mil flores. Com a língua, as abelhas recolhem o néctar do fundo de cada flor e guardam-no numa bolsa localizada na garganta. Depois voltam à colmeia e o néctar vai passando de abelha em abelha. A polinização é o transporte de pólen de uma flor para a outra. É através da polinização que as flores são fecundadas, começando o desenvolvimento de frutos e sementes.
Portanto, se você ver uma abelha, saiba que existe uma colmeia por perto, não destrua, mas se essa colmeia for encontrada dentro de alguma casa ou telhado, peça orientação ao corpo de bombeiro local.

As amedrontadoras Aranhas

aranha amigos da horta

Protagonistas de filmes de suspense, as aranhas são mesmo assustadoras e algumas delas mortais. Embora a maioria não seja nociva, existe mesmo umas bem perigosas e a armadeira, por exemplo, encontrada no Brasil, é bastante agressiva e de veneno fatal.
Mas na sua horta é comum que você encontre espécies de aranhas predadoras de insetos e pestes prejudiciais a plantação. Portanto, se avistar uma teia ou aranha, desvie do caminho dela e deixe-a fazer seu trabalho.

As lindas Joaninhas

joaninha amigos da horta

As joaninhas fazem o controle biológico dos afídeos, sendo os mais conhecidos deles “Piolhos e Pulgões”. Os afídeos são uma das pragas com maior importância para as hortas e jardins, principalmente quando se tratam de plantas jovens, com pouca vegetação.
E quem diria que as lindas Joaninhas são na verdade predadores vorazes e insaciáveis?! Elas se alimentam de pulgões, bichos que sugam a seiva das plantas. Um Joaninha sozinha é capaz de se alimentar de 50 pulgões por dia e é por isso que as joaninhas são frequentemente utilizadas para realizar o controle biológico desta praga em áreas de cultivo agrícola.

As formosas Libélulas

libélula amigos da horta

Modelos para muitos tatuadores, as libélulas caíram no gosto popular. Mas além de lindas e delicadas elas são também devoradoras insaciáveis de moscas, chegando a comer 30 moscas por dia. Porém também servem de alimento para aranhas, rãs e sapos. A libélula está no topo da cadeia alimentar dos insetos, mantendo importante controle sobre pragas e animais indesejados ou prejudiciais.

As enojadas Minhocas

minhoca amigos da horta

Eca! Elas são estranhas, geladas e metem medo em algumas pessoas. Mas cá entre nós, sem as minhocas, que vivem debaixo da terra produzindo húmus, o solo não seria tão rico e fértil. O húmus faz parte das plantações e serve como um adubo natural que agiliza o processo de crescimento das plantas. Ele possui nitrogênio, potássio e fósforo, substâncias essenciais para ajudar no fortalecimento e desenvolvimento de sua plantação. Por isso e muito mais, se puder, cultive algumas minhocas californianas e produza o melhor adubo orgânico que poderia ter.

Os horríveis Percevejos

percevejo amigos da horta

Apesar de não terem toda nossa admiração, os percevejos exterminam pequenas pragas, como formigas e pulgões que se alimentam do caule e das plantas. Elas tendem a fugir do habitat de percevejos e quem fica, serve de alimento pra eles.

Dentro de um sapo pode haver um príncipe

sapo amigos da horta

Os contos infantis dizem que se você beijar um sapo ele vira príncipe. Será? Traduzindo para o popular, o que na verdade o autor quer dizer é que os sapos não são tão pavorosos assim. Sapos comem mosquitos, moscas e todo tipo de insetos que lhes caibam nas bocas e, são seus predadores naturais mais eficientes, assim ajudam no controle de vetores importantes na disseminação de doenças humanas que são problema de saúde pública como a dengue, o chikunguya, a malária, a febre amarela, o zika e tantas outras enfermidades tropicais epidêmicas nas condições atuais.

Se ver em sua plantação alguns desses bichinhos acima, saiba que não precisa, tão pouco deve mata-los, pois eles são fundamentais no controle biológico das plantas. Deixe a natureza fazer sua parte!

Postado em 6 de novembro de 2017 | Faça um comentário »

Deixe seu comentário!