Horta coletiva no condomínio

Categorias: Dicas

Os produtos orgânicos são uma ótima opção para uma alimentação saudável, e pode tornar-se uma realidade até mesmo para quem mora em prédios nos centros urbanos, já que as hortas coletivas estão cada vez mais populares.

A boa notícia é que não precisa de muito espaço. É possível montar uma pequena horta para que crianças e adultos possam desfrutar do prazer de lidar com a terra e de promover a agricultura orgânica, gerando alimentos frescos e saudáveis, e ainda contribuir para a estética do prédio.

Ficou interessado e quer saber como? Seguem abaixo dicas valiosas.

Como começar?

Antes de tudo, é necessário verificar se os condôminos têm interesse no projeto. Espalhe a ideia entre os moradores e leve o tema à assembleia para votação, pois é algo que também entrará no orçamento do condomínio.

Agora que todos já aprovaram e se comprometeram, precisamos escolher o lugar. Se o seu condomínio tiver bastante espaço, você pode aproveitar as áreas verdes que não possuam vegetação, como uma parte da área do jardim. Caso essas áreas não existam, é possível construir canteiros com tijolos e manta impermeabilizante.

Vale lembrar também que é necessário que o local receba muitas horas de sol por dia. Caso o chão não receba luz solar suficiente, você pode altear os canteiros, plantar em vasos ou em hortas verticais, utilizando vasos de materiais reciclados, como por exemplo garrafas PET. É uma ótima alternativa para economizar dinheiro e espaço.

Como cuidar?

Para que todos possam desfrutar da horta em harmonia, é necessário estabelecer algumas regras e planejamentos: Quem vai cuidar? Serão os moradores, um jardineiro contratado ou uma empresa especializada?

Caso a responsabilidade seja dos condôminos, procure fazer uma escala para não faltar e nem exagerar com os cuidados diários, como molhar, adubar e tirar ervas daninhas.

Quando a colheita chegar, marquem um dia para que os moradores que quiserem participar consigam se programar para ajudar e para buscar os alimentos. Mas, lembre-se sempre que a horta é comunitária, deixe sempre o espaço disponível caso alguém precise desses alimentos fora do horário sugerido.

Vale ressaltar também que o bom senso deve prevalecer na hora da colheita. Pegue somente o necessário, e lembre-se de efetuar a poda um dedo rente ao solo, para que a planta possa crescer corretamente. Mais pessoas precisarão do mesmo que você.

Como escolher as espécies?

Ao escolher, é preciso levar em conta a profundidade do solo disponível, algumas plantas precisam de mais espaço para crescer.  Deve- se levar em consideração também a época do ano e a região em que você mora e procure sementes e mudas orgânicas. Além disso, dê preferência para plantas que não são tão complexas de cuidar, e que são mais comumente usadas, como alecrim, manjericão, hortelã, erva-doce, cebolinha, salsa, tomilho, entre outros.

Para começar, o ideal é que sejam ervas, temperos ou chás. Hortaliças demandam mais atenção e cuidados.

Postado em 24 de setembro de 2018 | 2 comentários, clique aqui para ler

2 Comentários

  • Rosali

    28/09/2018

    Olá! Aonde consigo estes caixotes para plantar e fazer a horta? Obrigada.

    • HM Jardins

      08/10/2018

      Olá Rosali, Não entendi muito bem sua pergunta, no texto Horta coletiva no condomínio que você comentou não falava em caixote. Mas vamos ver... Você vai precisar de um lugar apropriado com luz e ventilação, terra, mudas do que vai querer plantar (ou sementes), adubo orgânico, vasos ou floreiras e material para mexer na terra. Se você mora em um condomínio veja a possibilidade de orçar com um jardineiro essa horta. Se eu não tiver respondido a sua pergunta com clareza, por favor, fique a vontade para perguntar novamente. Abraços

Deixe seu comentário!