Conheça algumas PANCs – Plantas Alimentícias Não Convencionais

Categorias: Curiosidades

A sigla PANC significa Plantas Alimentícias Não Convencionais.
Em outras palavras, quer dizer “todas as plantas que poderíamos consumir, mas não consumimos”. Imagine todas as plantas comestíveis que existem. Uma pequena parcela delas nós conhecemos, produzimos e comemos no dia a dia, sendo chamadas de plantas alimentícias convencionais. As que não conhecemos, não produzimos ou consumimos pouco são denominadas Plantas Alimentícias Não Convencionais, ou PANC.
Sabe aquela planta de antigamente, que hoje em dia pouca gente conhece? Agora ela é chamada de PANC.
Muitas plantas estão esquecidas e já não são mais vistas como alimento. Por exemplo, a ora-pro-nobis é bastante famosa na região mineira de Sabará. Por lá, não é considerada uma PANC, mas talvez sim para moradores do nordeste. E com o tempo, conforme seu uso for divulgado, ela passará a ser reconhecida, produzida e comercializada, deixando de ser uma PANC; será considerada convencional, rotineira, acessível, e fará parte do dia a dia alimentar dessa população.
Volta e meia você vê uma planta não convencional decorando um alimento, e se pergunta: “Será que isso é comestível?” É bem provável que sim.
Nesse post queremos te mostrar que você pode estar cercado de PANCs sem saber, ou seja, possui uma riqueza alimentar em volta, que pode virar alimento no seu dia a dia.

Nem todo mato é PANC!

É importante esclarecer que nem tudo que se vê crescendo por aí é PANC, existe muita planta venenosa e perigosa na natureza. Mas o tempo passou, e perdemos o feeling do que é ou não é alimento. Na verdade, com a industrialização, deixamos de comer comida de verdade e passamos aos processados, industrializados que, são mais acessíveis no preparo, mas, mais maléficos ao organismo.

Toda PANC é um mato? Toda PANC vai para a salada? As PANC são amargas?

Na verdade, as plantas espontâneas são uma pequena parte de todas as comestíveis. Existem muitas que vão muito além da salada, e incluem-se nessa lista raízes, cereais, castanhas, temperos, legumes e frutas. Algumas plantas, como a serralha, o dente-de-leão, o pincel-de-estudante e o radite, são amargas, parentes da escarola, da catalonha e do almeirão. Mas a grande maioria das hortaliças não é amarga, pelo contrário, são saborosas e versáteis na cozinha.

Estima-se que existam mais de 10.000 plantas com potencial alimentício. Muitas plantas alimentícias não convencionais também são medicinais e têm propriedades nutracêuticas, ou seja, ajudam a prevenir e combater doenças.

Que investir num paisagismo comestível?

Paisagismo comestível é a conjugação de plantas de finalidade alimentícia com grande beleza ornamental. Nessa categoria estão a capuchinha, a major-gomes, o nopal, o peixinho, a celósia e o lírio amarelo. Flores comestíveis deixam o prato mais bonito e nutritivo. Além da capuchinha, temos plantas como o ipê, a pata-de-vaca, o flamboyant-anão, a alfazema, a lanterna-chinesa, o coromandel, a rosa, a dália, a onze-horas, a maria-semvergonha, o jambu e a flor-de-mel.

Você já come flores nas suas refeições sem saber, afinal, a couve-flor, o brócolis, a alcaparra e a alcachofra são flores comestíveis convencionais.

Caso tenha dúvidas na identificação de uma planta, não consuma!

 

Conheça algumas espécies consideradas PANCs. Em breve, em nossas redes sociais, falaremos de forma mais abrangente sobre a espécie, seus benefícios nutricionais e a forma como pode ser consumida.

Fonte: Guia Prático sobre Pancs: Plantas Alimentícias Não Convencionais / Organização Instituto Kairós
Postado em 30 de Abril de 2018 | Faça um comentário »

Deixe seu comentário!